Antecipado por vários teasers, o mais recente modelo elétrico da Hyundai, o Ioniq 5, acaba de ser oficialmente apresentado, confirmando as expectativas criadas: o design vanguardista anunciado pelo concept 45, elevado espaço interior, forte pendor tecnológico, além de um sistema elétrico de 800V que permite fazer 100 km, com apenas cinco minutos de carga. Chega lá mais para o final do ano.

Ostentando um visual que, segundo recorda a marca sul-coreana, remete para o primeiro modelo de produção em massa da Hyundai, o Pony, de 1975, o Ioniq 5 começa por estrear a nova plataforma para veículos elétricos E-GMP, a qual lhe permite anunciar medidas exteriores que passam pelos 4,356 mm de comprimento, dos quais, 3,000 mm são entre eixos.

Já a largura, surge fixada nos 1,890 mm, ao passo que a altura, tem como limite 1,605 mm. Medidas que, no entanto, ajudam a Hyundai a garantir que este novo compacto elétrico tem quotas de habitabilidade de veículo de segmento superior.

No entanto e ainda antes de passarmos ao habitáculo, destaque para a presença, entre outros pormenores, das mesmas emblemáticas jantes estreadas no concept, e que a Hyundai diz serem, com as suas 20 polegadas, as maiores alguma vez instaladas num EV da marca. E a que junta, ainda, a não menos personalizada iluminação LED rectangular à frente e atrás, mas também entradas para carregamento das baterias, de ambos os lados do carro, para uma maior conveniência e funcionalidade.

LEIA TAMBÉM
Previsto apenas para 2021. Hyundai Ioniq 5 EV revelado em site oficial

Igualmente a marcar o exterior o Ioniq 5 agora apresentado, um capot em forma de concha e que, além de ser uma novidade na Hyundai, foi concebido para ser o mais largo possível, de forma a reduzir quaisquer possibilidades de existência de frisos mais largos.

Interior: uma habitabilidade impressionante

Passando, agora sim, ao interior, o factor mais notado é, sem dúvida, a enorme habitabilidade, garantida, desde logo, por uma plataforma a garantir um piso totalmente plano, o que vem permitir não somente muito mais espaço para pernas, como também e neste caso, a opção, feita pelos engenheiros, por uma consola deslizável (até 140 mm) entre os bancos dianteiros. E que, em conjunto com tablier também ele de linhas rectas, permite ao condutor, por exemplo, sair tão facilmente pela porta do lado do pendura, com pela sua. Até porque, recorda o fabricante, todos os bancos deslizam para a frente a para trás, com os dianteiros a reclinarem “no ângulo ideal, oferecendo uma sensação de leveza para o ocupante”.

Por outro lado e a par do muito espaço para passageiros, para o qual contribui ainda o facto dos banco dianteiros serem cerca de 30 mm mais finos que o habitual, este SUV compacto oferece, também, um espaço para cargas com 531 litros, o qual pode mesmo chegar aos 1.600 litros, mediante o rebatimento da segunda fila de bancos.

Por se tratar de um verdadeiro EV, e não de um modelo criado, originalmente, com motor de combustão, posteriormente adaptado à tecnologia elétrica, o Hyundai Ioniq 5 hoje apresentado conta ainda com um espaço para bagagens sob o capot dianteiro, cuja capacidade depende, no entanto, do facto de se tratar de uma versão de duas ou quatro rodas motrizes – no primeiro caso, não vai além dos 24 litros; no segundo, chega aos 57 l. Explicação? Terá a ver com o hardware extra com que a versão AWD tem de contar.

Já no capítulo tecnológico, destaque, natural, para os dois ecrãs tácteis de 12″ que preenchem grande parte do tablier, um a fazer as vezes de painel de instrumentos, ao passo que, o outro ecrã, a servir de porta para o sistema de info-entretenimento. Sendo que, esta não é a única semelhança que o novo EV da Hyundai tem com os modelos da Mercedes-Benz, pois, tal como estes, também o sul-coreano opta pela já muito contestada haste na coluna de direcção, a servir de alavanca para seleccionar o sentido da marcha. Isto, já para não falar no head-up display com tecnologia de Realidade Aumentada.

Também não esquecida, foi a preocupação ambiental, com o Hyundai Ioniq 5 a recorrer a materiais reciclados, e nomeadamente garrafas de plástico, para revestir as zonas do habitáculo mais expostas ao toque.

Quatro motorizações

Igualmente entre as tecnologias existentes, surge um painel solar opcional, que, instalado no tejadilho, capta a luz do sol para ajudar a carregar as baterias, aumentando assim a autonomia. Além de garantir uma outra luminosidade no interior, já que é totalmente em vidro, sem mais quaisquer elementos físicos.

Independentemente desta opção, é a possibilidade de poder optar entre várias motorizações, com capacidades que vão dos 58 aos 72.6 kWh, com a versão de entrada a contar com a bateria mais pequena e um só motor elétrico, montado no eixo traseiro, a anunciar 170 cv de potência e 350 Nm, além de uma capacidade de aceleração 0-100 km/h em 8,5 segundos.

YouTube Video

Já o Ioniq 5 com a mesma bateria e dois motores elétricos, sinónimo de tracção integral, a promessa de uma potência conjunta de 235 cv e 605 Nm de binário, com o motor traseiro a garantir 163 cv e 350 Nm, ao passo que o dianteiro acrescenta mais 71 cv e 255 Nm. Em conjunto, a garantia de uma aceleração dos 0 aos 100 km/h em 6,1 segundos, enquanto que a velocidade máxima permanece igual à de todas as restantes versões: 185 km/h.

Já na metade superior da oferta, duas versões, ambas equipadas com a bateria mais potente de 72,6 kWh, com o Ioniq 5 com apenas um motor (traseiro), a anunciar 217 cv de potência, 315 Nm de binário, assim como uma aceleração dos 0 aos 100 km/h em 7,4 segundos, enquanto que, como versão de topo, surge uma variante com dois motores e tracção AWD, a oferecer 302 cv de potência (211 cv atrás + 95 cv à frente) e 605 Nm de binário (350 Nm + 255 Nm). Capacidade de aceleração: 5,2 segundos nos 0-100 km/h.

Não menos interessante, é o facto do Hyundai Ioniq 5 contar, a exemplo do que acontece, por exemplo, com o Porsche Taycan, com uma capacidade para carregamento das baterias de 800V, o que lhe permite recorrer a potências de carga até 350 kWh. Solução que faz com que possa recuperar entre 10 e 80 por cento da capacidade das baterias, em não mais que 18 minutos, sendo que, cinco minutos bastam para recuperar energia suficiente para mais 100 km.

No caso da versão apenas com de tracção traseira e o pack de baterias maior, a Hyundai anuncia, desde já, uma autonomia a rondar os 480 quilómetros, com uma só carga, já segundo a norma WLTP.

Igualmente merecedor de referência, é o facto do Hyundai Ioniq 5 surgir já preparado para funções V2L, ou seja, em que o veículo pode fornecer energia à rede, neste caso, até 3,6 kW, através de uma tomada colocada atrás dos bancos traseiros, ou então, de uma outra, instalada no exterior do automóvel. Funcionalidade que pode ser utilizada, mesmo com o veículo desligado.

Chega ainda este ano… com mais surpresas

A terminar, referir apenas que, embora para já sem preços conhecidos, o Hyundai Ioniq 5 agora apresentado, deverá chegar aos mercados ainda este ano, com nove cores exteriores, cinco das quais exclusivas do modelo, e quatro ambientes para o habitáculo.

Hyundai Prophecy Concept 2020
O Hyundai Prophecy Concept

Entretanto, este será apenas o primeiro modelo da nova família de veículos 100% elétricos da Hyundai, sendo que, já em 2022, deverá chegar o Ioniq 6, a versão de produção do concept Prophecy.

Dois anos depois, mais concretamente em 2024, chegará o um SUV de maiores dimensões, cuja designação comercial poderá vir a ser Ioniq 7.

O conteúdo Com várias potências e motores. Hyundai apresenta revolucionário Ioniq 5 aparece primeiro em Turbo.

Ler Mais em: Revista Turbo

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.